A crescente importância e participação do mundo virtual no mundo real.

12/11/2009 às 16:06 | Publicado em Propagandísticos | 1 Comentário

Olá, pessoal!

Hoje vou postar aqui um texto que escrevi recentemente e que foi publicado no dia 02/10/09 no blog da House Press, agência de propaganda que trabalho. Então, aí vai!

Fica cada vez mais claro que a Internet é algo imensurável. Contudo, maior ainda é seu poder de aproximação entre pessoas e entidades, seja lá qual forem os perfis, focos ou atuação delas.

Partindo deste ponto de vista, o mercado industrial deve sim ser inserido neste contexto, já que as oportunidades e possibilidades que a Internet oferece são tão ampliadas. Vejam só alguns dados estatísticos interessantes divulgados pelo Portal UOL:

> A Internet tem 63 milhões de usuários no Brasil

> O número de internautas em nosso País é a mesma da população do Canadá multiplicada por dois

> É o meio que mais cresce em penetração no Brasil, com aproximadamente 40% da população

> Não apenas as Regiões Sul e Sudeste têm grande penetração, mas o Nordeste também vem forte. Em São Paulo temos 39% da população, em Salvador 41% e no Distrito Federal 50% de usuários

Além de todos estes dados, no cenário mundial o Brasil ocupa a sétima colocação em audiência online, a sétima posição em publicidade geral e apenas o décimo quinto lugar em publicidade online. Isso mostra que há um grande potencial pouco explorado até o momento.

Entretanto, cada vez mais as ações dos profissionais de Marketing e de Vendas têm migrado para o mundo virtual, o que é muito correto e extremamente necessário. Esta tendência também tem se apresentado no mercado B2B, principalmente pela necessidade de redução de custos de produção e impressão de materiais.

Na verdade, esta redução deve ser chamada de “otimização dos investimentos”, pois além da vasta opção de formatos e ações que a Internet possibilita, a individualização e a proximidade na relação com o público-alvo são fantásticas. Com isso, a grande utilização de ferramentas que passam por e-mails mtk, catálogos inteligentes de produto e revistas navegáveis é um tiro certeiro.

Blog da House Press: http://www.housepress.com.br/blogPress

😉

Anúncios

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Olá André,
    Esse tema é constamente alvo para discussões entre profissionais da área de design gráfico (pelo menos lá na minha faculdade), pois os que se intitulam designers gráficos e mexem apenas com a área gráfica (branding, diagramação, papelaria e etc) estão ficando para trás.
    Acontece que muitos destes profissionais (assim como eu) ainda não têm, se assim podemos dizer, conhecimentos próprios de web, que querendo ou não é uma realidade diferente da dos materiais impressos.
    Mas acredito eu, que todo “bom” designer, hoje, deve se aprofundar nos conceitos e particularidades de web. Não que todo gráfico deva se tornar um web designer, não precisa virar um mestre de html ou asp, mas que ele consiga criar bons layouts e com a ajuda de um programador desenvolver um site.
    É aquele negócio, ou você está em constante atualização ou você fica pra trás.
    A internet é sim um dos veículos mais importantes de comunicação, e compete a nós fazermos deste um ambiente cada vez mais interessante e interativo, afinal, até as crianças (a partir dos 3 anos) ja mexem no computador melhor do que muita gente por aí.
    Enfim, o negócio é correr atrás, meter as caras e ser feliz!
    rs

    Beijinhos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: