Falou a voz da experiência.

18/09/2009 às 18:40 | Publicado em Propagandísticos | 4 Comentários

Todo mundo que inicia ou quer iniciar sua carreira barra nessa palavra aparentemente inoportuna: experiência.

Lembro que comigo no início foi assim. Pra eu poder conseguir meu primeiro emprego como estagiário em propaganda não bastava ser formado, falar inglês, ter disponibilidade de viagens, período integral, boa família, etc. Muitas vezes, após tentativas fracassadas, eu ouvia: “precisamos de um profissional que tenha experiência na área”. Mas como eu iria conseguir a bendita experiência se não me davam a chance do primeiro emprego? Era uma situação extremamente contraditória!

A partir de então, logo que eu consegui meu primeiro emprego, objetivei saber o que era a tal experiência, porque ela era tão importante e principalmente em quanto tempo ela viria. Hoje muita coisa mudou. Bons anos se passaram desde meu início e vejo a experiência com outros olhos e de outra forma. Mas descobri que a experiência também é algo relativo. Vejam só:

Quem é mais experiente?
– Um goleiro com 16 anos de carreira atuando pelo mesmo clube ou um centroavante com 8 anos de experiência que já jogou em 4 países diferentes?
– Um locutor esportivo que narra jogos de futebol pelo rádio há 40 anos ou um narrador de TV com 30 anos de experiência apresentando jogos de futebol, volei, basquete e corridas de F1?

Em meu ponto de vista os anos de carreira não determinam o grau de experiência de um profissional, mas sim o aproveitamento deste tempo e a máxima variação de desafios encarados. Traduzindo isso para o mundo da propaganda, considero ser mais experiente um planner com 10 anos de carreira bolando ações pra fabricantes de perfume, empreiteiras e redes de fast food do que um planner com 20 anos de experiência estruturando ações para uma rede nacional de hipermercados. Sacou? Por favor, expressem seus pontos de vista! 😉

Anúncios

4 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Pois eh neh Andre, acho que todos passam por essa experiencia contraditoria na hora de arrumar o primeiro emprego/estagio. O que a meu ver eh completamente ridiculo, pois de que forma uma empresa no papel de contratante vai exigir experiencia de um estagiario sendo que o principal motivo pelo qual se contrata um eh para que o mesmo possa passar um periodo de treinamento e assim ganhar a tao importante experiencia para soh entao poder ser efetivado.

    Dessa forma, o equivoco muitas vezes eh que a empresa procura um profissional jah qualificado e com experiencia mas divulga como vaga de estagiario. Eh um simples detalhe que faz toda a diferenca nao eh mesmo? Portanto, o jeito eh procurar incansavelmente ate que surga uma oportunidade de se inserir em algum lugar, onde realmente a empresa esteja procurando pelo estagiario de verdade (exatamente aquele individuo, ou que acabou de se formar, ou que esta em vias de) dando uma primeira oportunidade para que este possa aprender sobre o trabalho e iniciar uma carreira.

    Jah sobre a questao de ser mais experiente ou nao, concordo plenamente com voce. O mais experiente nao necessariamente eh aquele com mais tempo de trabalho, mas sim o que enfrentou mais vezes situacoes adversas durante seu dia-a-dia e que aprendeu e cresceu com elas, fazendo com que as mesmas fossem uteis e aprimorassem seus conhecimentos. Seus exemplos foram otimos e realmente mostram bem esse ponto de vista.

    Grande abs!

  2. É Dé, infelizmente quase todo mundo ja passou ou passará por essa situação!O legal, é saber que assim como eu,existem pessoas que realmente acreditam que a experiência surge com as situações,claro que o tempo é fator importante,mas não é o principal para adquiri-lá! Adorei o blog,parabéns mais uma vez!Adoro seus textos,e vc sabe que admiro seu trabalho! Sucesso!
    Grande beijo!

  3. Cara isso sempre foi uma das grandes merdas de se escolher esta profissão.
    Certa vez fui participar de uma seleção para estagiário na NeoGamma. Um Bambambam Ex da Almap com inúmeros prêmios (não lembro o nome do fulano) virou diretor de criação de lá e numa ação inédita (para uma agência) anunciaram que iam fazer uma seleção de estágio e o próprio “fulano” ia entrevistar cada candidato e ver seus portfolios. É lógico que isso nada mais era do que uma ação de marketing para trazer novos clientes. O estagiário, se escolhido, só ia ficar 3 semanas na agência (sem remuneração). Como eu era mais um bobo fui, cheguei cedo e peguei uma fila enorme. Conversando com várias pessoas da fila e vendo seus trabalhos, percebi que perdi minha manhã. A maioria tinha trabalhos excepcionais tanto de criatividade como de artefinalização e passado por outras agências melhores do que eu como Bullet e FullJazz. Enfim, mesmo assim insisti, afinal é mais uma “experiência de vida”.
    Várias horas depois, ao entrar na sala, o diretor já me olhou com com aquela cara do tipo “tomara que tenha algo que preste” ou “em que merda eu fui me meter”. Eu, obviamente desanimado, tive apenas uma breve conversa, onde ele me explicou a situação e me perguntou qual é a minha experiência e eu disse que desde 95 (aquele ano era 2002) já tinha trabalhado em algumas agências, gráficas e editoras. Ele, perguntou qual a maior agência que eu trabalhei e lhe respondi que atualmente estou estagiando na Archote (bem conceituada no ramo imobiliário). E como um chute no meu saco ele disse, então você não tem experiência alguma.
    Já disposto a sair de lá pular de uma ponte, ele me pergunta se eu quero mostrar minha pasta, pensando na “experiência de vida” decidi mostrar e ver se ele me dá alguma dica. Ele olha rapidamente como quem olha um revista de um idioma estranho e ao final diz que não há grandes trabalhos de criação e há vários erros graves de artefinalização que eu só melhoraria com experiência. Eu logo disse que eu quero entrar na NeoGamma justamente para isso. E ele disse extendendo a mão que os outros também. Hoje eu só estou aqui para contar, pois tenho medo de altura e não pularia da ponte.
    Espero que isto sirva de “experiência de vida” para alguém.

  4. Valei veio! Gostei do que li.
    http://brantonio.wordpress.com/


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: